As redes sociais, nomeadamente o Facebook, foram interpretadas por muitos como o sinónimo de Marketing Digital. Há quem defenda que podem substituir algumas ferramentas, onde se inclui o Email Marketing. Mas…

A verdade é que:

  • 1 - As Redes sociais são recentes e nalguns casos o seu sucesso é momentâneo (lembra-se do hi5 ou my space?). O email é um meio que já alcançou a maturidade e nem por isso perdeu a importância.

  • 2 - A rede de contactos do Email Marketing é DA SUA EMPRESA, enquanto que a audiência do Facebook é uma lista de contactos “alugada”.

  • 3 - O email marketing permite gratuitamente segmentar os contactos e oferecer-lhes diferentes conteúdos (situação que é possível no Facebook apenas através de campanhas pagas).

     

     

ALGUNS NÚMEROS QUE DEVE TER EM MENTE: 

* NÚMERO UTILIZADORES: Apesar da popularidade das redes sociais, sabia que há cerca de 3 vezes mais contas de email, do que contas de facebook e twitter juntas?*

 

 

* ALCANCE ORGÂNICO E ENTREGABILIDADE: No Facebook os conteúdos orgânicos são vistos por cerca de 2% da audiência, enquanto que o email marketing é entregue a cerca de 90% dos subscritores. 
Ou seja, ter 2000 fãs na página de Facebook e ter 2000 subscritores de email NÃO É A MESMA COISA!

 

 

* PERSONALIZAÇÃO: O Email é o canal preferencial para estabelecer uma conversa de 1-para-1. Mesmo quando se contacta uma marca através do Messenger no Facebook, é comum dar-se continuidade do Email.

 

 

* ENVOLVIMENTO: Mais aberturas, mais cliques no email Marketing. Alguns estudos indicam que perante o mesmo tema um email marketing recebe entre 50 a 100 vezes mais cliques.

 

 

* MÉTRICAS: Os relatórios de email marketing permitem conhecer algumas métricas como taxa de abertura, taxa de clique, taxa de rejeição e ainda acompanhar quem abriu, quem clicou, quem rejeitou.